A tecnologia e a inovação, incrementam e proporcionam evolução e revolução, quem não acompanhar esse ritmo de transformação, ficará desatualizado, e fora do contexto profissional.

Na missão americana Mars Science Laboratory, o rover Curiosity foi destinado a explorar a superfície de Marte, tendo pousado com sucesso, na cratera Gale, na precisão de um ponto que se encontrava a apenas 2,4 quilômetros do ponto de pouso, originalmente previsto, depois de uma jornada de 560 milhões de quilômetros.

Podemos constatar que uma engenharia, com envergadura de excelência, é capaz de produzir resultados fantásticos, em que o esgotamento do detalhe de todos estudos precedentes, possibilitaram vencer desafios, estes, inclusive, muito além do conhecimento humano, em um campo onde as suposições sobre riscos e contingências ainda dominam.

A nossa discussão aqui é sobre Engenharia de Custos, mais precisamente sobre a estimativa do preço de obras, assunto que, em nossa modesta pauta, ainda é muito nebulosa, portanto, convido para participação dos amigos leitores a um esforço, com viés em pensamentos progressistas.

Desde a nossa formação cultural, a expressiva bibliografia nacional e todos os empenhos da educação, que eram voltados para a formação do preço de obras, estavam alicerçados na elaboração de orçamentos fundamentados em sistemas referenciais de preços.

São diversos os aspectos que considero essa metodologia não representativa, sobretudo das especificidades das tipologias de obras, sendo o principal argumento técnico para referendar o padrão, a adoção de edificações ou infraestrutura em sistemas urbanos, no que pese, ainda, esses referenciais estarem com suas informações de origem, calcadas em obras genéricas.

É lúcido que composições para a estimativa do preço de obras não levem em consideração as relações de interatividades e integração entre as atividades afins, que se desenrolam concomitantemente nas execuções dos serviços.

A tipologia da obra define a natureza do segmento de construção

O grau de complexidade das relações nos processos de construção, possibilitam em cada tipologia, soluções e resultados com os mais diversos aspectos de um determinado problema, incorporando os conhecimentos de outras áreas da engenharia, que têm por oferecer.

As soluções dependem de Informação e conhecimento

A entrada em cena da AACE e ICEC no país, para formar o engenheiro do futuro, tem como programa a formação do profissional, cuja instrução é capaz de propor soluções em ambientes de alta complexidade.

Utilizando-se de metodologia de ensino e/ou aprendizagem por projetos, implantamos o Curso o de Especialização de Pós-Graduação na UNIP – Universidade São Paulo, Engenharia de Custos em Infraestrutura, modelo agora já reproduzido com sucesso em outras instituições.

A proposta motiva o encontro à prática, corrente nos experimentos da ciência, e a expertise da engenharia, para enxergar sistemas e as suas partes, de maneira holística e, as estruturas dos custos, como representativas.

O Profissional Engenheiro precisa avançar além do seu raciocínio lógico

O momento é propício para reavaliarmos essas oportunidades no aperfeiçoamento em nossas carreiras profissionais, mudando os antigos paradigmas, propondo um novo modelo, um olhar de como devemos nos preparar para fazermos gestão da nossa própria vida, mudando hábitos, pensamentos, posturas, para enfrentarmos um futuro promissor.

A tecnologia e a inovação, incrementam e proporcionam evolução e revolução, quem não acompanhar esse ritmo de transformação, ficará desatualizado, e fora do contexto profissional. 

Nosso maior patrimônio é o capital intelectual, principalmente porque somos dotados de conhecimento, e o nosso grande diferencial será sempre criar meios inteligentes de gerar boas informações, integrar elementos e sistemas, oferecer soluções efetivas.

Empresas devem estar na vanguarda do desenvolvimento

Outros incrementos são fundamentais nesse processo, como o incentivo à pesquisa e à ciência, os investimentos em sistemas de informação, na capacitação de colaboradores, disseminando conhecimento e oferecendo serviços com foco na inovação, na qualificação profissional e no desenvolvimento tecnológico. 

Nós engenheiros, devemos olhar para frente, promovendo a nossa Reengenharia, devemos, principalmente, superar e nos auto afirmar, sobre as idiossincrasias que nos tem condicionado, por imposições do direito e das políticas, fundamentadas em seus interesses.