O processo de coaching que leva você do estado atual para o estado desejado é construído através do poder que se ganha ao se deparar com suas já existentes e talvez adormecidas competências, aptidões e inteligência. E, posso afirmar que todos temos! Cada um tem as suas. E é vivendo elas que podemos aprimorá-las e então entrar num ciclo virtuoso de ter mais do que já temos de bom e bonito!

Quando estamos vivendo um estado distante de quem realmente somos ou distante do que realmente temos condições de realizar para o mundo, para as nossas vidas e para as vidas daqueles que nos rodeiam é possível que sintamos desagrado, desconforto, tristeza, raiva, vergonha, medo, tudo além da conta. Podemos chamar estes estados de morte antecipada ou de sobrevida. Claro que não precisamos tocar a vida desta maneira.

É equivocado sentir a vitimização como um prazer heroico de “passar” pela vida, sobreviver! Talvez seja a conquista mais cilada que o ser humano pode ter: sentir prazer em ampliar dor e sofrimento para mostrar que ainda assim vive. Sobrevida é algo exemplar somente para aqueles que gostam de observar em você o que não deve ser repetido e acho que não é exatamente assim que você quer ser lembrado.

Viver em alta performance, em bem-estar, alegria e felicidade exige que estejamos bem perto de nós mesmos, de nossa essência e de tudo que temos capacidade de realizar. O coaching tem esse papel. E ao contrário do que muitos pensam, coaching não é para os desenganados da vida e sim é para aqueles que desejam clarear a visão sobre si mesmo, arregaçar as mangas e, a partir daquilo que não esta bom ou não está tão bom quanto poderia estar, realizar!

Os 2 principais passos do início do processo são:

1.            Contextualizar, mapear a vida como está. Checar cada um dos assuntos, ver o que na atualidade tem gerado e o que tem roubado sua energia. As práticas de coaching já neste início do processo promovem a você o ganho da visão sistêmica equilibrada da vida e aterram a forma de pensar e sentir sobre a sua fase de vida atual versus o desejo de vida para a fase atual. Muitos nesta fase ajustam os exageros do pensamento sobre vitimização.

2.            Acessar quem de verdade mora dentro de você, seus valores, suas competências, habilidades, aptidões, desejos, virtudes. Neste momento listamos tudo que faz de você alguém indispensável no mundo e para as pessoas que você escolheu ter por perto. Exercitar a satisfação de ser quem você é em alta performance é o alicerce da mudança que você deseja ver em sua vida!

Isto posto, o coaching pode desenhar para você um belíssimo plano de ação e, com práticas de reprogramação de hábitos antigos e obsoletos do pensamento, sentimentos, falas e ações, o plano transformar-se-á em realidade e você, ganhará de presente, além da conquista do desejado inicialmente, um novo e sábio piloto automático de ser e ter vida inteligente, com bem estar e uma coleção de realizações de dar orgulho a qualquer ente querido!

Verdade que não é para todos, verdade também que para quem é, efetivamente transforma. Se deseja seguir, procure um coach para você e viva cada dinâmica. São em sua maioria exercícios diferentes de tudo que você já provou e sempre agradabilíssimos. Recarregam suas forças, eliminam cansaço. Não é terapia, mas é terapêutico (rs!).

Como um pré início, antes mesmo da primeira sessão começar, como seriam suas respostas as perguntas abaixo? Tem coragem?

A.           O que está ocorrendo hoje na sua vida?

B.            O que você está vivendo no seu trabalho, no seu principal oficio na vida?

C.            O que você deseja que aconteça na sua vida hoje?

D.           E que você deseja que aconteça para a sua vida no trabalho, no seu principal oficio na vida?

E.            Olhando para as respostas das perguntas acima, analise friamente. Analise como se a vida fosse de uma outra pessoa que você amaria ajudar. O que você aconselharia a pessoa fazer em primeiríssimo lugar? Qual seria o ajuste principal e mais importante?

F.            Maravilha. Agora você sendo você mesmo, com a insatisfação apresentada, o que seria desejado para a tua vida agora? O que teria real significado e importância para você hoje?

G.           O que te deixaria verdadeira engajado com a vida?

H.           Imaginando que sua missão e propósito de vida fossem figuras aladas falantes que rodeiam sua mente e coração, qual a orientação que elas te dariam?

I.             Com isto em mente, o que você escolheria como meta para viver essa alta performance desejada? Desta meta, o que especificamente te levará a uma expressiva satisfação pessoal?

J.             E, que meta especifica significa para você um ganho evolutivo de vida? Um salto na sua qualidade de ser humano? Uma quebra de hábitos importante para o sucesso da sua vida?

K.            Que tipo de habilidades, comportamentos e competências você deve utilizar para conquistar essa meta? Como você sabe pode levar a cabo com esses recursos?

L.            Algo mais é necessário?

M.          Você está certo que é isso que quer? Valerá a pena? Por que?

N.           Algo te impede? Por que acha que te impede?

O.           O que mais você julga que pode te impedir?

P.            O que você acredita sobre isto?

Q.           O que você acredita que já iniciou rumo ao que deseja?

R.            O que te impede te beneficiou em que?

S.            Que novos pensamentos podem te servir melhor?

T.            A partir deste estado desejado que pendências você listaria para um futuro próximo?

U.           De 0 a 10, o quanto se sente motivado a seguir em frente?

V.           Quais serão os seus ganhos de vida a partir da conquista deste estado desejado?

W.          Quem você se tornará a partir de então?

X.            Tendo experienciado isto tudo, o que você acredita sobre o processo de coaching?

Y.            Como pretende manter o estado desejado? Quais serão suas estratégias? Quem poderá te apoiar?

Z.            Você está decidido a viver outros novos processos de coaching?