As fachadas de vidros refletivos, seja para edifícios corporativos ou casas, são desde muito tempo atrás, extremamente apreciadas e utilizadas em empreendimentos urbanos.

Além de deixar os imóveis imponentes e fazer com que chamem atenção em meio aos demais prédios ao redor, as fechadas refletivas de vidro acrescentam um toque moderno que a maioria das fachadas comuns não possui.

Porém, a aparência elegante não é a única vantagem que as fachadas de vidro proporcionam, visto o material também oferecer praticidade e economia.

De olho no assunto o Blog da ConstruLiga elencou 5 vantagens para que você comece desde já a planejar a nova fachada do seu imóvel – utilizando fechadas de vidro refletivo. Confira!

1. Privacidade

vidros-reflexivos-2-1

Atualmente, a preocupação com os ambientes profissionais precisa promover o bem-estar dos usuários que passam boa parte do tempo lá. Nesse sentido, é comprovado que nos locais onde as pessoas não têm acesso às paisagens externas nem à luz natural há a sensação de letargia, sonolência e até depressão. Tais sintomas fazem parte do ritmo circadiano do ser humano, onde o humor e a disposição também são influenciados pela luz natural.

Visando contribuir com a qualidade de vida do usuário, o vidro refletivo permite a entrada de luz aos ambientes na medida certa mantendo a privacidade, sem que haja a necessidade do uso das cortinas, que tapam a vista e não permitem a entrada de luz natural.

 

2. Luminosidade

vidros-reflexivos-2-2

O conforto luminoso está diretamente relacionado ao ofuscamento produzido pela luz externa que passa, pelas janelas de vidro, para dentro do ambiente. Para evitar esse problema nos edifícios, é preciso que as vidraçarias e empresa de esquadrias indiquem corretamente o melhor vidro para o cliente.

Quanto maior a reflexão da luminosidade externa, menor o nível de ofuscamento dentro do ambiente, reduzindo a necessidade do uso da cortina, e consequente uso de energia elétrica com iluminação artificial, produzindo um melhor controle da luminosidade.

 

3. Segurança

vidros-reflexivos-2-3

O vidro refletivo pode ser aplicado em guaritas, quarteis policiais e estabelecimentos com contato direto com a rua, garantindo assim que não haja visibilidade do ambiente interno.

Durante o dia, a luz solar disponível será mais intensa que a luz interna, mantendo, então, a privacidade. Já durante a noite, ao utilizar holofotes com foco no vidro do lado externo e luminárias com luz difusa como leds internamente, é possível manter a iluminação interna com menor nível que a externa, mantendo-se a privacidade.

 

4. Conforto ambiental

vidros-reflexivos-2-4

A indústria do vidro tem desenvolvido produtos que permitem a execução de peles de vidro com alto nível de eficiência energética, de forma que se possa ter grande contribuição de luz natural no ambiente interno; com baixa transmissão de calor; integração com o exterior; boa estética; baixo custo de execução e manutenção.

Com a tecnologia atual disponível, mesmo no clima brasileiro – quente e úmido – é possível produzir um prédio revestido inteiramente de vidro e com alta eficiência energética. Basta definir a combinação correta entre desenho arquitetônico, especificação do vidro, definição de área transparente em cada fachada e elemento construtivo a ser aplicado por trás do vidro de revestimento.

 

5. Manutenção

vidros-reflexivos-2-5

O vidro é um material inerte, que mantém suas características ao longo do tempo. Basta efetuar a limpeza adequada e ele estará com o mesmo aspecto original. Diferente de outros produtos de revestimento, tais como pintura acrílica, cerâmica e pedras, que mudam suas características com tempo e exigem a substituição ou reparos após alguns anos. Com a evolução dos silicones estruturais, as fachadas em vidro são atualmente extremamente seguras contra o descolamento de placas.

 

Dica importante na escolha de vidros refletivos

vidros-reflexivos-2-6

Após conhecer as vantagens que envolvem a concepção de um vidro refletivo, para especificá-lo é necessário observar os seguintes itens:

  • Escolha o que melhor atender ao cliente e à obra. Isso implica conhecer o que o projeto de ar condicionado requer como desempenho do vidro para melhor suprir as necessidades de conforto térmico, com eficiência e economia.
  • Não se pode escolher a cor do vidro considerando cores de encomenda; vidro não é tecido nem tinta, suas composições são limitadas.
  • Nem sempre o vidro que apresenta exatamente a cor desejada é aceitável para o projeto. Nesse caso, deve-se fazer outra opção, para se obter uma alternativa que melhor se adapte ao projeto.
  • O vidro refletivo tem reflexão para fora e para dentro do edifício, geralmente mais para dentro, e a reflexão interna pode apresentar uma cor detestável.
  • Para resolver problemas acústicos, não é preciso procurar vidros insulados (duplos). Um laminado geralmente resolve melhor o problema, com custo menor.
  • Vidro insulado com um componente refletivo oferece melhores coeficientes fotoenergéticos do que o vidro monolítico ou laminado, além de diminuir a transferência de calor – fator U mais baixo.

Também é preciso considerar o nível adequado de iluminação e determinar o bloqueio correto das radiações que mais conduzem o calor, de modo a reduzir a quantidade dele que penetra nos ambientes. O bloqueio de calor também implica o bloqueio da luz visível.

 

Gostou? Compartilhe esse conteúdo e acesse o Blog da ConstruLiga para ficar por dentro dos melhores artigos sobre a Construção Civil.