Conhecimento e a livre expressão, são a impressão lógica peculiar do seu talento, onde individualmente distinguimos pela contribuição do notório saber, no estabelecimento das relações pessoais e dos negócios.

A notícia de que no Japão, a Universidade Business Breakthrough, realizou uma cerimônia de formatura utilizando-se de robôs, representando os seus alunos isolados por quarentena, para que pudessem participar do evento remotamente, causou-me perplexidade.

O acontecimento foi tão interessante, que na distância os alunos conseguiam acompanhar todo o evento, inclusive controlando as funções dos robôs por meio de seus computadores em casa.

Este assunto chamou-me atenção por dois aspectos:

O primeiro diz respeito, ao significado literal da palavra – avatar, que vem do sânscrito Avatāra, que significa “Descida de Deus”, ou simplesmente “Encarnação”.

O segundo vem, da utilização crescente de avançadas tecnologias, sendo criadas em ambientes digitais virtuais, onde é representada a projeção do personagem dentro de um ambiente imersivo.

A reflexão aflora, pois vivemos gradativamente momentos de incerteza desafiadores, atualmente intensificado e sem precedentes, nos obrigando a repensar amplamente o nosso modo de viver.

Têm-se mostrado inevitável uma sintonia destemida na busca do nosso estado espiritual positivo, confirmadas, não só pela maneira com que reagimos as relações de convívio familiar e social, mas também, pelas formas que realizamos nosso trabalho, nas maneiras que interagimos nos eventos diários, e em especial, como utilizamos nosso tempo e circulamos nos espaços.

Na minha despretensiosa crença, existe um espírito que ocupa um corpo de carne, representando assim uma manifestação do divino aqui na Terra, ou seja, uma forma encarnada de um Ser Supremo, e nesse fato, são incontáveis as formas divinas que residem em um plano espiritual.

Esta dádiva sublime, independentemente de qualquer dicotomia, para um valor do bem viver, necessariamente requer que sejamos capazes de constantemente irradiarmos boas energias.

No tocante a extensão das atividades desempenhadas na vida, por meio de uma representação íntegra do personagem, num ambiente virtual projetado tecnologicamente, acredito ser esta aptidão facultada devido as adversidades de situações, que se impõem pela experimentação da substituição de presença física.

Entretanto, torna-se cada vez mais importante e presente, que esta tentativa seja conduzida por dois princípios: Conhecimento é poder e liberdade de expressão é propriedade de um ser racional. 

Bom, há um momento de ser questionado, porque esta arrojada presunção da fusão entre espirito e tecnologia?

Ao confiamos o uso inteligente da tecnologia, como frequentemente tem se revelado, estamos cotejando os atributos constituintes de um avatar, utilizando-o como uma extensão das atividades da vida de uma pessoa, para superarmos desafios impostos.

As tecnologias têm avançado até para sermos representados por hologramas, supostamente para suprir uma função fundamental na interação da relação entre indivíduos, no sentido de ampliar as comunicações, conexões, aproximar e encurtar distâncias, entre outros aspectos.

Entretanto, honrar o âmago do ser espiritual através das gentilezas no comportamento e do respeito aos limites individuais, é o dever supremo que deve dominar essas relações, fazendo sentido ao caráter humanitário do avatar que se faz representar.

Além do que, o conhecimento e a livre expressão, são a impressão lógica peculiar do seu talento, onde individualmente distinguimos pela contribuição do notório saber, no estabelecimento das relações pessoais e dos negócios.

O que vai agregar valor nas colocações de postos de carreiras, onde o personagem avatar passa a interagir mais intensamente nas relações profissionais?

A nossa principal missão como educador é proporcionar múltiplos caminhos para o desenvolvimento do aprendizado e carreiras, sendo assim, seguem algumas sugestões que servirão como diferenciais, para ocorrem com a especialização do conhecimento, nas áreas destacadas do avanço tecnológico.

Participe de webinares, treinamentos em salas virtuais, cursos técnicos digitais, incluído a obtenção de certificações, para compreender os termos como: Cloud, Blockchain, Inteligência Artificial, LoT, Realidade Virtual e Aumentada, Big Data, Machine Learning e Cybersecurity, listamos nos links algumas oportunidades:

Utilize plataformas para comunicações que propiciem à privacidade de seus usuários e não sejam vulneráveis a falhas de segurança, como os atualmente disponíveis:

Utilize plataformas de streaming, para capacitar instrutores para o ensino à distância, que são capazes apresentar videoaulas, podcasts, infográficos, animação e textos para ajudar professores a se adaptarem à nova realidade de ensino e carreiras, como exemplo:

Conheça a diversificação de plataformas, canais e formatos e-commerce, em operação nos home centers, que buscam atender a conveniência e níveis de serviço de clientes, cada vez mais digitalizado, veja alguns exemplos:

No próximo artigo, apresentaremos em continuidade ao tema das carreiras, sugestão para pesquisa em plataformas de tecnologia para a gestão do conhecimento, gestão de projetos, gestão de obras gestão de materiais, entre outras.

Seja um avatar do bem e acompanhe os próximos artigos.