Por Renato Las Casas, O Estado de São Paulo. Investimentos em tecnologia, foco no relacionamento com o cliente e a informatização são algumas das estratégias responsáveis por possibilitar uma recuperação acelerada da construção civil em meio à crise provocada pela pandemia do novo coronavírus. O setor, que também tem liderado a geração de empregos, se tornou um dos principais responsáveis por impulsionar a economia brasileira em 2020. Para 2021, a expectativa é apresentar o maior avanço já visto em 8 anos.

Segundo estimativas da Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC), a previsão de crescimento neste ano é de 4%, após o recuo de 2,8% em 2020. O setor também deverá ter desempenho melhor que o restante da economia, já que, segundo a Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO), o PIB brasileiro de 2021 crescerá 3,2%.

A expectativa positiva anima os profissionais da área que é um dos pilares para o desenvolvimento socioeconômico do país e responsável por cerca de 7% do PIB brasileiro.

Dados da Sondagem da Indústria da Construção, levantamento feito pela entidade com a Confederação Nacional da Indústria (CNI) revelam que o setor foi o que mais gerou empregos no país nos primeiros 10 meses de 2020, com a criação de 138.409 vagas formais – o melhor resultado para o período desde 2013.

Conforme a Sondagem da Indústria da Construção, os empresários do setor preveem resultados positivos para os próximos seis meses. Os índices de expectativa também demonstram que os empresários estimam o aumento do nível de atividade e um maior volume de lançamentos de novos empreendimentos e serviços. Os resultados se devem à rápida adoção de medidas de contenção, que minimizou os danos no setor, bem como a elevação do investimento em tecnologia e comunicação.

Um dos maiores aprendizados da construção civil com a pandemia foi sobre a importância do investimento em tecnologia e comunicação, o que deve ser o foco de investimentos em 2021. Por meio do big data, por exemplo, é possível mapear obras e identificar qual região está mais aquecida e qual é o produto mais procurado para ajustar os estoques e controlar a inflação.

Pensar em novas maneiras de oferecer serviços e produtos é essencial, especialmente, quando as necessidades e o perfil de consumidor estão em constante mudança. Entre as novas apostas, a lean construction chama atenção pela capacidade de aumentar a produtividade, enquanto evita desperdícios de matéria-prima, tempo e dinheiro. O mais importante, porém, são as inúmeras vantagens que essa técnica proporciona ao meio ambiente, um fato que merece ainda mais destaque no contexto atual.


*Renato Las Casas, diretor comercial da Ecogranito.