Encontro Liga Vip: oportunidade para ampliar o networking e estabelecer pontes futuras

Na noite da última quinta-feira (28) realizamos mais um encontro ConstruLiga e Liga Vip, com o apoio da DELOITTE e do nosso time de profissionais que tem trabalhado com desafios utilizando conceitos inovadores, ágeis e estratégias digitais.

Iniciamos o evento com as boas-vindas da CEO da ConstruLiga, Eliana Taniguti, e Glaucia Alves da Deloitte. A Head Liga Vip, Roseli Cunha, também agradeceu a presença dos convidados e explicou em conjunto com Fabio Abrikian, como a iniciativa está impulsionando os negócios dos membros Liga Vip por meio da realização de conexões que se tornam negócios.

Paulo Mancio

Com mediação de Marcus Coimbra Israel, da Votorantim Cimentos, que conduziu a coordenação das apresentações e painel, Paulo Mancio, sócio da Construliga e Senior Vice Presidente Design, Technical & Construction da Accor, contou no primeiro painel do evento como o Grupo Accor com seus 4.946 hotéis no mundo tem enfrentado a concorrência de empresas como Airbnb, que sem qualquer investimento em estrutura física, rivaliza com as cadeias hoteleiras.

O palestrante comentou que o centro da estratégia da Accor, completamente focada na experiência do usuário, está gerando transformação na forma com que a empresa constrói, decora e organiza a oferta, dando uma dica importante para projetistas e construtores já que a rede é um dos maiores contratantes do Brasil.

Mirella Botellho

Na sequência foi a vez da Mirella Botellho, Digital Ecosystem Developer na BASF, empresa de base química e presente em um grande número de setores, e na construção em particular.

Mirella compartilhou a experiência do Centro de Experiências Científicas e Digitais, carinhosamente chamado de Onono (fica no nono andar), local em que clientes, parceiros e equipe Basf desenvolvem, de forma compartilhada, experimentos físicos e digitais de forma acelerada.

Antonio Serrano

O terceiro palestrante foi o Antonio Serrano, CEO do Juntos Somos Mais, empresa nascida dentro da Votorantim Cimentos, que hoje tem várias marcas como sócias já atingindo mais de 60 mil lojas do varejo em um programa de fidelização.

Serrano destacou a diferença entre empresas tradicionais caracterizadas por grande capacidade produtiva (ativos) e investimentos de acionistas e bancos, das empresas tipo startups, com seu baixo investimento para competir, uso de modelos disruptivos e diferentes opções de funding.

Gláucia Alves

No quarto painel tivemos a palestra da Gláucia Alves, Diretora responsável por projetos de inovação em empresas de base imobiliária na Deloitte. Presente em mais de 150 países, a empresa se posicionou para as mudanças em curso na sociedade construindo ecossistemas de suporte à inovação.

Gláucia trouxe o conceito de gestão do portfólio de inovação, colocando de um lado as inovações incrementais mais próximas ao cotidiano das empresas, e de outro lado as inovações transformacionais, que não deveriam ser geridas pela ótica tradicional do ROI (retorno de investimento), e sim por milestones.

Ao final das apresentações foi aberta uma rodada de perguntas realizadas pelos participantes, profissionais de empresas do setor e empreendedores, que aproveitaram também a oportunidade do encontro Liga Vip para ampliar networking e estabelecer pontes futuras.