Os serviços que podem ter seus custos unitários ajustados em função da influência das chuvas encontram-se representados nas composições de custos do SICRO indicando quando o FIC for aplicável.

As obras de engenharia de infraestrutura executadas ao ar livre são normalmente influenciadas pelas chuvas, em diversos graus de intensidade, e seus efeitos encontram-se fortemente associados à natureza e às propriedades do solo, tais como, a textura, a granulometria, a permeabilidade, a declividade do terreno, a cobertura vegetal, entre outros.  O SICRO propõe a utilização de um Fator de Influência de Chuvas – FIC que incidirá sobre o custo unitário de execução (mão de obra e equipamentos) das composições de custos principais, dos serviços auxiliares e dos transportes. 

Os serviços que podem ter seus custos unitários ajustados em função da influência das chuvas encontram-se representados nas composições de custos do SICRO indicando quando o FIC for aplicável. 

A metodologia desenvolvida pressupõe que o Fator de Influência de Chuvas é calculado em função de diferentes fatores, por unidade da federação.

Fator da Natureza da Atividade (fa)

O Fator da Natureza da Atividade define o grau com que algumas atividades sofrem a influência da chuva na execução dos serviços. 

No SICRO é apresentada a relação dos serviços classificados e considerados como sujeitos à influência das chuvas, sendo também estimados fatores da natureza da atividade para cada um dos serviços descritos. 

Fator de Permeabilidade dos Solos (fp)

A permeabilidade consiste na propriedade que representa uma maior ou menor dificuldade com que a percolação da água ocorre através dos poros dos solos. 

Nos materiais granulares não coesivos, como as areias, por exemplo, há uma grande porosidade o que facilita o fluxo de água através dos solos, enquanto que nos materiais finos e coesivos, como as argilas, ocorre exatamente o inverso. 

Dessa forma, a influência higroscópica do solo foi considerada máxima em solos argilosos e mínima em solos arenosos, conforme fatores de permeabilidade apresentados no SICRO.

Fator de Escoamento Superficial (fe)

O escoamento superficial pode ser definido como o movimento das águas na superfície terrestre, em virtude da intensidade e do período das precipitações terem ultrapassado a taxa de infiltração dos solos.

A parcela de infiltração dos solos é inversamente proporcional à declividade do terreno, resultando no fato de que as regiões mais baixas tendem a sofrer maior influência das precipitações. 

O SICRO apresenta valores sugeridos para o fator de escoamento superficial quando analisada isoladamente a influência da declividade transversal do terreno.

Fator de Intensidade de Chuvas (nd)

Da precipitação inicial que atinge o solo, parte da água sofre infiltração, parte fica retida em depressões ou aderente às partículas sólidas como película, posteriormente sujeita à evaporação, e parte se escoa pela superfície. 

Durante a ocorrência das chuvas, pode ocorrer a paralisação dos serviços em função de sua intensidade. Na maioria das obras descobertas, tão logo as precipitações se encerram, as atividades podem ser retomadas. 

Entretanto, chuvas de maior intensidade tendem a influenciar mais a dinâmica dos serviços após a sua ocorrência em função particularmente da ação da água absorvida pelo solo.

No SICRO, o Fator de Intensidade de Chuvas é definido em função do valor médio dos dias efetivamente paralisados e calculado a partir das intensidades diárias das chuvas, consideradas apenas durante as oito horas do horário normal de trabalho, descontando-se os domingos. 

Recomendação técnica para a aplicação

A consideração de ajustes por meio dos Fatores de Conversão por Categoria de Solo Manipulado (FCV); de Carga por Tipo de Solo; de Interferência de Tráfego e de Interferência das Chuvas são cumulativas e representam tentativas de aproximação da realidade que presumidamente poderá ocorrer na prática.

O estudo da ocorrência de contingências requer esclarecido conhecimento técnico para obter resultados de simulações das análises dos impactos de riscos sobre custos e de sequenciamento nos cronogramas.

Inovação essencial em curso

Um provedor na nuvem permitirá gerar dados caracterizados, modelando e aprimorado automaticamente os atributos do serviço identificado, para representar com melhor precisão os KPI’s requeridos.