Efetividade é quando não há, ou há, mínima interferência de impactos pois, é fazer corretamente o que deve ser feito, ou seja, executar um serviço, consumindo insumos, independentemente, do fator tempo.

Em nossos desenvolvimentos para a concepção do sistema de informações de indicadores de performance, adotamos as seguintes premissas:

Considerações sobre rendimentos de uma equipe de equipamentos, trabalhando isoladamente e em conjunto.

  1. Admitimos alguns conceitos básicos para a aferição do conjunto de equipamentos:
  • Expediente: serviço de uma rotina diária.
  • Turno: cada um dos quatro expedientes do horário diário de trabalho (manhã, tarde, noite ou madrugada). 
  • Jornada: duração do trabalho, na legislação atual o turno é de 8 horas.
  • Ciclo: período de tempo onde ocorre, numa única vez, todos os eventos repetitivos necessários à produção.
  • Tempo de Ciclo: é o intervalo de tempo decorrido entre duas passagens consecutivas da máquina por qualquer ponto do ciclo. 
  • Início do Ciclo: um momento inicial, conforme o tipo da atividade.
  • Tempos Fixos: não dependem de distância (carga, descarga, manobra).
  • Tempos Variáveis: dependem da distância percorrida (ida, volta).
  • Capacidade Nominal: medida da quantidade (peso ou volume) contido no continente, indicada pelo catálogo de fabricantes.
  • Admitiremos algumas definições de rendimentos na avaliação de conjunto de equipamentos

PRODUÇÃO NOMINAL é equivalente a uma VELOCIDADE, em que o serviço pode ser realizado ou, É EXECUTADO E MEDIDO NA UNIDADE/TEMPO.

  • Obtido: é a quantidade de serviço realizada na unidade de tempo (h), executado por um conjunto de equipamentos
  • Depende: do tempo do ciclo turno ou jornada que é referência da medição
  • Depende: da capacidade do equipamento ou volumes do trabalho
  • Modo: Um equipamento lidera a produção da equipe
  • Requer: considerações de horas produtivas e improdutivas dos equipamentos componentes da equipe
  • Meta: buscar custo benefício

PRODUÇÃO RELATIVA

  • Obtido: através de adequações à forma de medição e as interferências no desempenho do serviço.
  • Meta: incorporar ocorrência de contingências presumíveis no tempo da produção nominal

EFICIÊNCIA NOMINAL Impacta diretamente os CUSTOS pois, É REALIZAR O TRABALHO CORRETAMENTE

  • Obtido: é a relação entre o tempo de produção efetiva e o tempo de produção relativa.
  • Depende: dimensionamento dos recursos (quantificar, capacitar e qualificar)
  • Modo: utilização dos recursos de forma produtiva e/ou racional
  • Requer: controle de perdas e desperdícios
  • Meta: buscar custo benefício

EFICIÊNCIA OPERACIONAL

  • Obtido: relação entre o tempo de produção efetiva e o tempo de produção nominal, incorporando essas contingências.
  • Meta: incorporar ocorrência de contingências presumíveis no tempo da produção nominal

EFICÁCIA NOMINAL impacta diretamente o RESULTADO pois, É FAZER O QUE DEVE SER FEITO, pois representa atingir os objetivos propostos para uma determinada produção, mantida a permanência no tempo.  

  • Obtido: é a relação da produção efetiva pela produção programada
  • Depende: capacitar adequadamente os recursos para atingir os objetivos da produção
  • Depende: realizar integralmente o que foi planejado quantitativamente e qualitativamente
  • Modo: utilização dos recursos cumprindo metas com permanência
  • Requer: tratar restrições e incorporar oportunidades
  • Meta: Buscar solidez e sustentabilidade

EFETIVIDADE é quando não há, ou há, mínima interferência de IMPACTOS pois, É FAZER CORRETAMENTE O QUE DEVE SER FEITO, ou seja, executar um serviço, consumindo insumos, independentemente, do fator tempo. 

  • Obtido: é o rendimento da equipe da produção efetiva, ou seja, o volume real produzido ou resultado total obtido, pelo conjunto
  • Depende: eficiência do equipamento trabalhando isoladamente
  • Modo: transformação ou fabricação utilizando-se de uma quantidade de insumos
  • Requer: transformar a situação existente mitigando os impactos
  • Meta: buscar a melhor relação entre produção e a capacidade de produzir

EFETIVIDADE RELATIVA

  • Obtido: pelo rendimento da produção relativa, ou seja, a relação entre produção efetiva e os recursos utilizados
  • Meta: é produzir uma transformação do serviço, num intervalo de tempo, utilizando uma quantidade programada de insumos

DESENPENHO é executar um serviço em CONFORMIDADE com o que foi estabelecido pois, É FAZER O QUE É DESEJÁVEL, dentro de uma situação corrente.

  • Obtido: pela integridade dos insumos e recursos previstos (materiais e produtos, mão de obra, equipamentos e máquinas, logística)
  • Depende: de sistemas, especificações, processos e projetos
  • Modo: através de uma excelência da gestão
  • Requer: captação e alocação de recursos adequados
  • Meta: cumprimento do que é estabelecido

EMPENHO é executar um serviço com METODOLOGIA pois, É O QUE DEVEMOS ESPERAR, dentro de uma situação otimizada.

  • Obtido: por método e organização
  • Depende: do estimulo, esforço e foco
  • Modo: através de pesquisa, investimento e inovação
  • Requer: disponibilidade e preparação
  • Meta: superar o que ficou estabelecido

No próximo artigo (Parte IV) daremos continuidade ao tema, incluindo os ajustes e as considerações de inovação sobre o Desempenho de uma equipe de equipamentos, trabalhando isoladamente e em conjunto.