Por EstudeAE

O primeiro passo para corrigir problemas e anomalias em uma construção que se tornou defeituosa ou que sofreu alterações por conta de uso inadequado é fazer um diagnóstico das patologias existentes. O planejamento é fundamental para garantia de eficiência e segurança na reabilitação, principalmente quando se trata de uma estrutura de concreto.

Tudo começa com a realização de uma inspeção preliminar para detalhar os recursos a serem utilizados, o que inclui os acessos, o plano de amostragem e ensaios, além da necessidade, ou não, de intervenção emergencial. Na sequência, devem ser realizadas inspeções visuais para registro das anomalias, complementando a análise com testes à percussão para verificar a extensão das regiões que apresentam corrosão das armaduras, sinais de infiltração etc.

É fundamental também checar as condições de durabilidade da estrutura de concreto por meio de ensaios como medição da frente de carbonatação, determinação da velocidade de propagação de onda no concreto com ultrassom e determinação da espessura de cobrimento das armaduras.

Só a partir daí, com base nos dados obtidos, é que se realiza o projeto da intervenção, no qual são discriminadas e detalhadas todas as técnicas a serem empregadas, assim como as etapas executivas para tratar a estrutura.

Confira sete motivos que podem levar à intervenção em uma estrutura de concreto armado:

  • Erro de projeto: manifestado por equívocos de concepção e de detalhamento;
  • Erros de execução: posicionamento indevido das armaduras, não conformidade da entrega do concreto etc.;
  • Uso inadequado: superestimar a capacidade da estrutura ou alterar uso. Por exemplo: transformar edifício residencial em industrial, sem avaliar o impacto técnico da mudança;
  • Falta de manutenção adequada;
  • Ação do tempo e do meio ambiente: como, por exemplo, a ação de agentes agressivos, como cloretos, gases e chuva ácida.
  • Reações endógenas do próprio concreto: como, por exemplo, a reação álcali-agregado.
  • Causas externas e excepcionais: que danificam a estrutura como, por exemplo, choques, acidentes etc.

Para aprofundar mais sobre esse assunto e outras patologias nas construções, o EstudeAE disponibiliza uma série de cursos online com professores especializados e atuantes no mercado, como você pode conferir abaixo.


Fonte: Reportagem “Reparo, reforço e recuperação de concreto”, Juliana  Nakamura, revista Téchne 146

Veja mais:
Curso Patologias em Estruturas de Concreto Armado
Videoaula 45 min – Sistemas de Recuperação ou Reforços de Estrutura de Concreto
Curso Patologias em Alvenarias e Revestimentos Argamassados
Curso Patologias em Sistemas Prediais Hidráulico-Sanitários