Concepção artística do projeto Fasano Itaim, adquirido pela Gafisa da Even por R$ 310 milhões. Crédito: Divulgação/Even.

Por Circe Bonatelli, O Estado de São Paulo. A Gafisa Propriedades, subsidiária criada ano passado para o desenvolvimento e aquisição de imóveis comerciais para locação, vai se separar do restante da companhia neste ano. A informação foi antecipada à Coluna pelo diretor de novos negócios do grupo e presidente da subsidiária, Guilherme Pesenti. Na sequência, a nova empresa buscará fontes adicionais de recursos para expandir os negócios, o que poderá ser feito por meio de uma oferta inicial de ações (IPO, na sigla em inglês) ou através da estruturação de fundos imobiliários com emissão de cotas, possivelmente ainda em 2021.

Roteiro. O objetivo da cisão é construir uma “empresa autônoma”. A exploração de alugueis de empreendimentos comerciais tem pouco a ver com a venda de apartamentos, que é a atividade tradicional da Gafisa. No passado, esse mesmo movimento foi visto na incorporadora Cyrela Brazil Realty, onde a subsidiária Cyrela Commercial Properties deixou o grupo e virou uma empresa independente, com ações listadas na Bolsa.

Chegou chegando. A criação da Gafisa Propriedades é uma das marcas da nova administração, que tem como acionista de referência o empresário Nelson Tanure. Após sua chegada, foi contratada uma consultoria para mapear oportunidades de diversificação no mercado imobiliário. Agora, a direção está reforçando o time de executivos que vai dirigir a subsidiária em sua nova fase.

Portfólio. A Gafisa Propriedades combinará aquisições e ativos da holding. Nesta semana, ela concluiu a compra de 32 estúdios e 80% de participação no Hotel Fasano Itaim (foto) em São Paulo, por R$ 310 milhões, que pertenciam à Even. Também estão em negociação a compra dos shoppings Jardim Guadalupe e Fashion Mall, ambos no Rio de Janeiro, da gestora HSI.

Presente de mãe. Antes da cisão, a subsidiária receberá ativos da holding, como lojas das fachadas dos prédios e estúdios que serão destinados a locação. A companhia também está desenvolvendo uma plataforma digital própria para aluguel desses apartamentos pela internet.