obrainterditada_baixa

Neste período tumultuado que o país atravessa, 14 milhões de desempregados, e vários exemplos de obras que estão paralisadas por tempo indeterminado. Podemos afirmar com segurança, que esta não é uma situação perene.

Quando o mercado reagir e os empregos forem reativados, estes profissionais terão novamente oportunidades de reingressar no mercado de trabalho.

Quem souber aproveitar este período e buscar uma forma de melhorar e aprimorar sua capacitação, com certeza vai ter melhor oportunidade dos que ficaram somente aguardando a retomada dos empregos.

Da mesma forma as empresas precisam se capacitar também para enfrentar esta retomada.

Para isto deverão estar preparadas para enfrentar uma nova realidade do mercado, onde a produtividade será a palavra de ordem.

Ao mesmo tempo que os profissionais devem buscar constante aprimoramento em seus conhecimentos as empresas devem se preocupar em preservar seu principal patrimônio humano e também o material como seus equipamentos.

Sem seus equipamentos em condições de operação e seu pessoal devidamente capacitado e pronto para a retomada dos trabalhos nossas empresas correm o risco de serem atropeladas por organizações estrangeiras que veem em nosso País um excelente mercado para expansão de suas operações.

As empresas que não se preocuparam em elaborar programas de manutenção em seus equipamentos, bem como não preservaram seu principal patrimônio humano, detentor do conhecimento e experiência, dificilmente conseguirão ter a competitividade exigida pelo novo padrão do mercado brasileiro em nosso setor.

Somente a junção de conhecimento associado à experiência dos profissionais, poderá elevar nossas empresas a um novo patamar de produtividade.

Portanto as palavras de ordem neste momento devem ser:

Capacitação dos profissionais detentores de experiência;

Preservação do patrimônio material das empresas;

Constante busca da excelência operacional empresarial.

Artigo anteriorAs 4 etapas da avaliação do ciclo de vida
Próximo artigoPlacas Cimentícias: solução rápida e inovadora
Administrador de empresas , com pós graduação em análise de sistemas e MBA em Supply Chain. Desenvolveu sua carreira em empresas do segmento de construção pesada (CBPO, Cetenco ,Camargo Correa , Odebrecht ,MILLS e ROHR), com passagem por indústria eletrônica do grupo Odebrecht. Foi o diretor responsável pelo Instituto OPUS programa de formação e certificação de profissionais da Sobratema. Diretor Executivoe fundador da empresa de consultoria CEOE (Criando Excelência Operacional Empresarial), voltada para treinamento de pessoas e a melhoria dos processos de empresas do setor de construção e mineração.