De novas formas de sistemas de pavimentos permeáveis que auxiliam na absorção das águas das chuvas até materiais translúcidos: o Blog da ConstruLiga mostra como que as inovações no concreto vão muito além do aumento da resistência e da durabilidade. Confira!

 

CONCRETO AUTOCICATRIZANTE

Sabe aquelas fissuras e trincas que aparecem no concreto com o passar do tempo? Com o concreto autocicatrizante (CAC) isso é coisa do passado. Ele tem como principal vantagem a capacidade de selar fissuras de até 0,4 mm. A “mágica” acontece porque na composição do material há aditivos cristalizantes e minerais que aumentam o poder de alcalinidade da água.

1

Desenvolvido em 2011 pelo departamento de materiais do ITA (Instituto Tecnológico de Aeronáutica), a principal característica desse tipo de concreto é ter algum material em excesso, chamado de adição mineral suplementar. É essa matéria-prima que preenche a fissura e dá a qualidade autocicatrizante ao produto.

Especificação e vantagens

Por ser 30% mais caro do que o concreto convencional, o concreto autocicatrizante não deve ser aplicado em qualquer tipo de obra. Ele é recomendado para construções pesadas como reservatórios, estruturas de saneamento, túneis e estações de metrô. Contudo, dispensa impermeabilização, o que torna a solução mais interessante economicamente e acelera o cronograma de qualquer construção.

Outra vantagem do concreto cicatrizante é a durabilidade. Ele dura cerca de 20 a 30 anos mais do que o concreto tradicional – assim, o custo inicial acaba sendo diluído pela baixa necessidade de manutenção.

Aonde vem sendo implementado?

Os concretos autocicatrizantes (CAC) vêm, gradativamente, ganhando espaço em obras no Brasil. A mais recente aplicação do material foi nas lajes de fundo das estações Praça Nossa Senhora da Paz, Jardim de Alá e Antero de Quental, da Linha 4 do Metrô do Rio de Janeiro.

 

PAVIMENTO PERMEÁVEL DE CONCRETO

Com alto índice de espaços vazios interligados, o concreto permeável é um tipo de concreto preparado com pouca ou nenhuma areia, o que permite a passagem desobstruída de grandes quantidades de água pelo produto. Se utilizado como pavimentação externa, captura a água da chuva e permite que ela infiltre diretamente no solo, aliviando, assim, o sistema público de drenagem.

2

Suas características são interessantes às áreas urbanas, pelo ganho ambiental e econômico onde é elevado o valor da terra. Dependendo das normas locais e das características do meio, o pavimento (revestimento e sub-base) pode ter capacidade suficiente de infiltração para eliminar a necessidade de outras obras de drenagem.

Uso sustentável e ecológico

A aplicação do concreto permeável permite recarregar os aquíferos subterrâneos e reduzir a velocidade e a quantidade do escoamento superficial das águas pluviais. Além disto, permite uma utilização mais eficiente do solo, uma vez que minimiza, ou até dispensa, outras obras de micro-drenagem local, como pontos de retenção da água, valas e etc.

Normalmente consegue-se um índice de 15 a 25% de vazios e um escoamento de água da ordem de 200L/m2/min. A alta porosidade reduz a resistência deste material em relação ao concreto comum, de modo que ele não se presta a todo tipo de tráfego, mas é adequado à maior parte dos locais de tráfego leve ou pouco intenso.

 

CONCRETO TÊXTIL

As pesquisas sobre reforços estruturais do concreto armado, desencadeadas em todo o mundo, culminaram, em 2009, na descoberta de um novo material que tende a revolucionar a construção civil nas próximas décadas. Trata-se do concreto têxtil ou, como é chamado no exterior, textile-concrete. O invento, desenvolvido primeiramente na Alemanha, é uma rede formada por polímeros, fibras de carbono, vidro e resinas epóxi, capaz de substituir as armaduras de aço que há quase 200 anos compõem as estruturas de concreto armado.

3

Na Alemanha, o concreto têxtil derivou do carboconcrete. O material apresentou-se tão forte quanto as armaduras de aço, mas com 25% do peso do concreto armado e com maior durabilidade. Além disso, em contraste com os componentes do aço das armaduras convencionais, o concreto têxtil não oxida, o que o torna extremamente eficiente em estruturas que tenham que ficar em contato com a água. Outra vantagem é que ele permite construir peças pré-fabricadas com 10 milímetros de espessura e resistência à tração de até 165 MPa.

 

CONCRETO INFLÁVEL

Um sistema foi desenvolvido por pesquisadores da TU Wein para construir uma estrutura de concreto inflável com recursos consideravelmente menores do que os métodos convencionais.

Em suma, o processo é chamado de Formação Pneumática de Concreto Endurecido (PFHC) e consiste em inflar na forma de cúpulas curvas o concreto já solidificado. O PFHC é implementado através da fundição de vários blocos em forma de “cunha” sobre uma superfície plana. Depois da cura do concreto, uma espécie de almofada de ar é inflada por baixo da estrutura.

Aplicação na engenharia

O concreto inflável é um processo que pode ser adaptado em diferentes projetos, visando atender melhor suas necessidades de customização e velocidade de construção. Dessa forma, seria possível construir estruturas realmente surpreendentes. Na engenharia e na arquitetura ele poderia ser empregado em pontes, passarelas, túneis, viadutos e até edifícios curvos, como conchas acústicas e residências.

 

CONCRETO TRANSLÚCIDO

O arquiteto Aron Losonczi, juntamente com a empresa húngara Luccon, criou uma nova fórmula para o concreto, que ficou conhecida popularmente com concreto translúcido. Os blocos, encontrados em diversos tamanhos e inclusive com isolamento térmico, recebem o concreto habitual e cabos de fibra ótica na proporção de 95% para 5%, respectivamente.

4

As fibras orientadas de forma transversal em relação às dimensões do bloco funcionam como um agregado miúdo, sendo assim, elas alteram as propriedades do material, proporcionando um elemento estrutural mais maleável, impermeável e resistente em relação ao concreto convencional, além de minimizar patologias como infiltrações e rachaduras nas estruturas.

Como pode ser utilizado?

O produto já vem sendo usado em todo o mundo e pode-se ver o emprego em obras de mobilidade e segurança pública como quebra molas, celas de presídios, estações de metrô, e em geral, ambientes que recebem quantidade significativa de luz solar durante o dia.

Como vantagem, o produto tem o fato de permitir que certa quantidade de luz natural penetre no ambiente através de uma parede construída com esse material, proporcionando a redução no consumo de energia elétrica com iluminação artificial no interior da construção, entretanto o valor ainda é alto, comparado ao convencional.

 

CONCRETO AUTO-ADENSÁVEL

Pergunte-se: não seria interessante um concreto que, uma vez lançado, se movesse por conta própria e preenchesse, sem necessitar de nenhuma intervenção, os espaços da fôrma? Pois o concreto auto-adensável tem essa capacidade. Além de não necessitar ser adensado com vibrador, não segrega e não aprisiona ar em excesso.

5

Como resultado, sua aplicação é rápida, requer menos mão-de-obra, e não deixa ninhos de concretagem. Por essas e outras razões, o CAA é cada vez mais empregado como material de construção, tanto nos setores de pré-moldados e pré-fabricados, como para as aplicações de concreto no local.

 

Gostou? Compartilhe esse conteúdo e acesse o Blog da ConstruLiga para ficar por dentro dos melhores artigos sobre a Construção Civil.