O manejo de águas pluviais sustentável tem como objetivo manter no pós-urbanização condições similares ao pré-urbanização e principalmente incentiva o controle na fonte. Esse tipo de exigência já é hoje mencionada em diversas legislações, exigindo dos profissionais da construção em considerar esses requisitos no projeto de drenagem.

Frequentemente a questão é resolvida adotando um reservatório de detenção dentro do lote, inclusive esta solução é mencionada em diversas legislações (piscininhas, mini reservatórios).

Mas esta não é a única solução para reduzir dentro de um lote a vazão de pico e o volume de água direcionado ao sistema de drenagem público.  Existe uma série de sistemas que podem ser combinados para atingir este objetivo, os chamados Sistemas Urbanos de Drenagem Sustentável (SUDS), conhecidos também como infraestrutura verde. Faz parte destes sistemas o teto verde, pavimentos permeáveis, paredes verdes, reservatórios de retenção abertos, trincheiras de infiltração, jardins de chuva, entre outros.  Trazem oportunidades de recreação, arquitetônicas e bio-diversidade – ou seja, o manejo das águas pluviais dentro do lote pode ser tornar protagonista do projeto!

Ainda existe ainda receito e falta de conhecimento de muitos profissionais em adotar estes sistemas. Por isso o website Susdrain, que é uma rede criada no Reino Unido para divulgar informações sobre SUDS, preparou uma lista muito interessante de dicas para implantar estes sistemas que compartilho com vocês.

  1. SUDS multifuncionais exigem equipes multidisciplinares;
  2. Se a prefeitura exige a presença de arvores utilize a drenagem para irrigação;
  3. Projete SUDS que manejam as águas pluviais próximos da fonte e na sua própria superfície;
  4. SUDS projetados para descarregar diretamente em cursos d’agua devem ser projetados para atuar também na remoção de poluentes;
  5. Integrar os SUDS no projeto exige uma colaboração entre os engenheiros responsáveis pela drenagem e os arquitetos paisagistas;
  6. SUDS que não permitem infiltração não necessariamente tem que descarregar na rede de drenagem publica;
  7. Evite cercas para gestão de escoamento superficial usando uma serie de SUDS disponíveis e dando preferência para declividades suaves;
  8. Projetos com múltiplos benefícios entregam mais por menos e os SUDS permitem obter múltiplos benefícios sempre;
  9. Considere a gestão das águas pluviais como quaisquer outros serviços, como por exemplo luz e gás;
  10. Os custos dos projetos sobem quando mais profunda é a escavação, mantenha a água na superfície e economize dinheiro;
  11. SUDS devem ser multifuncionais para permitir um bom uso do espaço, invés de simplesmente tomar espaço;
  12. Pense nos SUDS no início da concepção do projeto para evitar o uso de sistemas caros como reservatório de detenção no trecho final da tubulação;
  13. Proteja os SUDS durante o período de execução da obra para garantir que eles funcionem conforme projetado;
  14. As pessoas adoram viver próximas a espaços com água e áreas verdes. SUDS pode dar os dois – por menos!
  15. Tetos verdes podem incluir também energia solar – o sistema funciona melhor em tetos verdes e com temperaturas mais baixas;
  16. Uma combinação de SUDS no lote funciona melhor que usar um grande reservatório;
  17. Integrando SUDS na concepção do projeto de paisagismo reduz o uso de solo e maximiza a qualidade dos espaços;
  18. SUDS que manejam água na superfície tem manutenção e inspeção mais simples;
  19. Solos argilosos com baixa capacidade de infiltração não inviabilizam o uso de SUDS;
  20. Utilize múltiplos usos dos espaços. Um espaço aberto pode ser usado como reservatório para um evento de precipitação extremo;
  21. Maneje a chuva de alta frequência principalmente através de evaporação e transpiração;
  22. Quando realizar seu próximo projeto tente fazer sem sarjetas;
  23. É importante pensar em todos os tipos de eventos de precipitação, não apenas as tempestades de alta intensidade;
  24. Verifique se na sua cidade o uso de SUDS é exigido por legislações;
  25. Verificar a construção do SUDS pode evitar muitos dos problemas futuros;
  26. Quando realizar testes de infiltração no solo verifique que os testes sejam realizados no nível do solo correto;
  27. Use os SUDS para atender vários objetivos: espaços verdes, presença de arvores, serviços; criação de habitat;
  28. Não considerar o reservatório de detenção como única solução;
  29. Desenvolva materiais de uso e manutenção para entregar aos gestores da edificação;
  30. Pavimentos permeáveis não precisam necessariamente infiltrar no solo.

Espero que essas dicam possam ajudar a incentivar o uso destes sistemas nos projetos de drenagem!