No último dia 17/10 a CasaE BASF abrigou mais um evento da CONSTRULIGA – LIGA VIP, o encontro teve como tema “SUSTENTABILIDADE ALÉM DAS CERTIFICAÇÕES”.

Iniciamos com a apresentação da CASAEBASF realizada por Suzana Fernandes, que contou um pouco do projeto e de como a casa tem sido importante para divulgar materiais e conceitos de sustentabilidade, vale lembrar que o projeto tem certificação LEED GOLD.

A Construliga contou um pouco de sua trajetória e como os profissionais do segmento podem acessar os serviços gratuitos, como cadastro de curriculum e acesso ao acervo de conteúdos técnicos do Blog que conta com mais de 700 artigo técnicos.

Os painelistas convidados iniciaram as apresentações que passaram a narrar suas experiências e parte a história de como as certificações iniciaram no Brasil, segue rápida síntese de cada apresentação:

Anderson Benite – Profissional com muita vivência em obras Green Building, Anderson descreveu todo o histórico e o processo de evolução das certificações de sustentabilidade na construção no Brasil, apontando as tendências para o futuro.
Destacou também que o crescimento da importância desse tema na construção naturalmente impactou positivamente no desenvolvimento de materiais, métodos construtivos e até mesmo processos de obra.

Camila Nagay – Athie Worhrath narrou como a AW capturou a dificuldade das empresas em administrar todas as disciplinas e com isso criou a solução completa desde projeto até a entrega da obra, conta que a maioria das empresas necessita de apoio para realizar estudo de viabilidade de projetos que desejam incorporar materiais e soluções sustentáveis e terem o projeto certificado. Também compartilhou as atuais certificações que a “WELL” e a “FITWELL” e a evolução do mercado frente a questão de sustentabilidade, no período 2005 até 2025.

Lair Reis – Studio MK27 compartilhou o histórico de como o escritório início a jornada da sustentabilidade além de decidir buscar conhecimento e formação técnica para hoje ter 100% das suas obras certificadas, o projeto CBC CASA foi sem dúvida o projeto que estabeleceu o divisor de águas.

Roberto Pastor – Trisul apresentou o projeto e ações, encabeçado pela área técnica que definiu as principais ações da empresa para incorporar a sustentabilidade nos produtos e no processo construtivo. Para ele este é um caminho sem volta, a Trisul terá a primeira obra com selo PROCEL.

Marcelo Nudel – CA2 trouxe a visão crítica de como nossos números são pequenos perto da economia e o tamanho do Brasil. A participação de projetos certificados além de estarem muito centralizados no Sudeste em sua maioria são voltados para os empreendimentos corporativos. A crise estagnou a evolução do número de projetos que contemplam os itens de sustentabilidade e objetivam certificações, algumas obras não saíram do papel. 

Rafaela Fatureto – Suvinil fechou o painel de apresentações com o tema TINTAS E SUNTENTABILIDADE, apresentou as ações que a empresa vem realizando no sentido de criar uma relação diferenciada com seus clientes e parceiros pintures, mencionou alguns dos produtos que proporcionam um enorme conforto para o profissional e cliente final, graças a utilização de solventes a base de água e solventes mais brandos, preocupação de utilização de matéria prima até a performance do produto final, da adoção de latas plásticas melhorando a segurança da manipulação de produtos, implementação de ações de engenharia reversa por meio de parcerias e com a Fundação Espaço Eco e  junto as Starups.

Hoje a Suvinil conta com biblioteca BIM em 3 idiomas para 39 produtos, catálogos e leque de cores digitais.

Todos os painelistas ouviram e falaram a partir de colocações dos participantes, sobre os marcos legais necessários para as questões de sustentabilidade, a mudança de comportamento do consumidor em valorizar construções e produtos sustentáveis. Também falamos sobre a função de cada Cidadão e profissional do segmento em ser disseminadores deste tema.

Uma das nossas características de nossos eventos é a participação efetiva de todos!

O evento teve como parte final o tour guiado pela CASAEBASF houve quem desejou morar nas instalações!