Apesar da enorme relevância na gestão do empreendimento do manual do proprietário, nem sempre esse documento é usado de forma adequada por incorporadores, síndicos ou moradores

O manual do proprietário e das áreas comuns é regido pela norma técnica a ABNT NBR 14037, a qual baliza as diretrizes da elaboração do documento, assim como informações pertinentes para treinamento quanto a utilização dos sistemas.

Nesse sentido, é imprescindível que o responsável legal da edificação implante o programa de manutenção proposto pela construtora/incorporadora em conformidade com a ABNT NBR 5674, monitorando sua equipe de manutenção local, assim como empresas contratadas para que não alterem as características dos sistemas sem acompanhamento de profissional habilitado, quando necessário.

Apesar da enorme relevância na gestão do empreendimento do manual do proprietário, nem sempre esse documento é usado de forma adequada por incorporadores, síndicos ou moradores, gerando passivos e erros no uso dos empreendimentos, muitas vezes ocasionando em novos gastos e desvalorização do patrimônio.

Mudança de regras

As regras para entrega de empreendimento passaram por grandes mudanças nos últimos anos e os manuais ganharam mais importância, pois neles estão descritas interrelações dos incorporadores e condomínios, e as normas para se ter direito a garantias. 

Se por um lado observamos negligência por alguns incorporadores, que continuam duplicando os manuais de outros empreendimentos, ou remetendo-os a pessoas sem conhecimento para sua respectiva elaboração, por outro lado muitos síndicos não observam o seu conteúdo e tentam buscar garantia, por não ter seguido o documento.

O manual do proprietário, para quem não o conhece, contém as exigências normativas e de legislações, tendo sua relevância aumentada nos últimos anos pois referência as diretrizes para que o empreendimento e seus sistemas atinjam sua vida útil, e durante o período legal se mantenha as garantias, sua leitura, interpretação e implementação do plano de manutenção que o documento referendo.

Nossa missão

A RSO ASSESSORIA é referencia na elaboração de manuais, pois seu diretor é coordenador técnico dos principais manuais setoriais, SECOVI/SINDUSCON/CBIC com as regras para o tema.