O fórum avaliará de forma permanente as novas medidas e recomendações das autoridades a serem anunciadas nos próximos dias, comunicando-as aos seus associados e contribuintes.

O SindusCon-SP (Sindicato da Construção), o Sintracon-SP (Sindicato dos Trabalhadores das Indústrias da Construção Civil do Município de São Paulo) e o Seconci-SP (Serviço Social da Construção) criaram em 17 de março um fórum permanente de consultas mútuas e orientação para enfrentar conjuntamente a pandemia provocada pelo coronavírus.

A medida foi tomada devido ao agravamento da pandemia ocasionada pelo coronavírus; a decretação de Estado de Emergência pela Prefeitura de São Paulo; a necessidade de ações cada vez mais incisivas por parte do poder público e da sociedade; e o fato de que os canteiros de obras são espaços de trabalho que têm características próprias e requerem toda a atenção.

O fórum será coordenado pelo presidente do Seconci-SP, Haruo Ishikawa, trocando informações e emitindo novas orientações ao setor. Recomenda-se que as empresas avaliem diariamente e reforcem as medidas já adotadas para preservar a saúde dos trabalhadores.

O fórum avaliará de forma permanente as novas medidas e recomendações das autoridades a serem anunciadas nos próximos dias, comunicando-as aos seus associados e contribuintes. As empresas individualmente deverão estudar o andamento de suas obras e contratos, em face dos impactos da crise sobre a saúde pessoal, a saúde pública e reflexos na economia.

O fórum receberá das construtoras e enviará ao poder público propostas de medidas a serem implementadas para mitigar os efeitos da crise, levando em conta as particularidades da construção. Ele irá acompanhar e estudar a proposição e a implementação de medidas que poderão ser negociadas com os trabalhadores, como férias, flexibilização do banco de horas, redução ou escalonamento de jornada.

Também criará um canal de comunicação para receber das construtoras estas propostas e informações sobre casos comprovados de infecção pelo coronavírus.

Para acessar o comunicado oficial clique aqui

Recomendações para evitar a contaminação pelo coronavírus:

Medição de temperatura do trabalhador antes da entrada;

Estímulo à higienização frequente das mãos e dos Equipamentos de Proteção Individual;

Medidas para evitar aglomerações em trajetos e nas refeições;

Redução do número de pessoas nos elevadores;

Limitação das atividades e do pessoal ao mínimo indispensável para o andamento da obra;

Orientações sobre o que o trabalhador deve fazer quando tiver os sintomas da doença.

Estas e outras medidas preservam a saúde dos nossos colaboradores e familiares, a saúde pública e a atividade da construção.


Fonte: Daniela Barbará e Rafael Marko, SindusCon-SP.