Como se sabe, alguns projetos desempenham bem e outros não. Existem inúmeros fatores que contribuem para um desempenho ruim dos projetos. O pesquisador Shamil Naoum, da Sociedade Americana de Engenheiros Civis (ASCE), identificou em uma pesquisa dez fatores que influenciam o desempenho dos projetos:

  • Prazo de pré-construção
  • Prazo de construção
  • O prazo da construção
  • Prazo total
  • Velocidade da construção
  • Custo unitário da construção
  • Estouro de prazo em relação à linha base do cronograma
  • Estouro de custos em relação à linha base do orçamento
  • Satisfação do cliente com o prazo
  • Satisfação do cliente com o custo
  • Satisfação do cliente com a qualidade

Quando se observam esses fatores, é possível chegar a algumas conclusões interessantes:

Prazos sempre são a chave para um bom desempenho do projeto. Se o prazo de pré-construção é muito curto, maior é a probabilidade de um projeto de engenharia ficar mal feito. Por outro lado, o estouro do cronograma faz com que o custo indireto da construção se torne mais elevado, contribuindo para a degradação do desempenho do projeto.

Velocidade de construção, custo e qualidade são efetivamente fatores essenciais. Aqui estamos falando de produtividade. Fazer mais com menos, sempre com qualidade e com custos adequados, são fatores básicos na obtenção de um bom desempenho.

Observe ainda que mesmo que a construtora se sinta confortável com seu desempenho, isso não será de grande valia se a satisfação do cliente não for alcançada.

A conclusão final é a de que o bom desempenho dos projetos só pode ser é obtido por um esforço contínuo de melhoria de qualidade e produtividade tanto na fase de projeto de engenharia como na fase de construção. Isso não é nenhuma novidade. Mas não custa nada lembrar isso de maneira contínua aos colaboradores das empresas que desenvolvem projetos de construção. O bom desempenho em projetos de construção diz respeito a melhorar continuamente a produtividade e a qualidade e, ao mesmo tempo, satisfazer o cliente.

Quer saber mais? Naoum, Shamil G. Critical Analysis of Time and Cost of Management and Traditional Contracts. Journal of Construction Engineering and Management. Reston: 1994.