Se está difícil para nós, imagine para eles! No Sertão Nordestino milhares de pessoas, neste momento, enfrentam a fome, a sede e falta total de estrutura de saúde em povoados isolados.

Nesse sentido, a ONG Amigos do Bem, fundada em 1993 e responsável por ajudar 75 mil pessoas do sertão nordestino, organizou uma ação de emergência durante a pandemia do novo coronavírus. Com o objetivo de atender a famílias carentes de Alagoas, Ceará e Pernambuco, a Amigos do Bem irá distribuir 60 mil cestas básicas, 20 mil kits de higiene e 25 milhões de litros de água ao longo dos próximos três meses.

A ação acontece em decorrência da quarentena causada por conta do novo coronavírus. Com as recomendações do isolamento social, a ONG teve que mudar seu modo de trabalho, que conta com mais de 9 mil voluntários pelo Brasil, para seguir ajudando as comunidades onde atua. Para isso, a fundadora e presidente Alcione Albanesi e mais um pequeno grupo de voluntários passaram por testes de coronavírus para poder fazer as entregas das doações.

Responsabilidade Social

Já são 26 anos de dedicação aos sertanejos. Os ‘Amigos do Bem’ construíram agrovilas e escolas para cerca de dez mil crianças. Com o isolamento social, as salas de aula estão fechadas e os estudantes deixaram de receber três refeições por dia. Os voluntários sabem que, mais do que nunca, o socorro não pode parar.

A sensação de fazer a diferença para a gente tão vulnerável é o que move estes brasileiros. “Tudo isso que está acontecendo é um despertar para a humanidade. Fica muito claro que nós não podemos viver sem uns ajudar os outros”, declara Alcione de Albanesi, presidente da ONG Amigos do Bem.


Para ajudar a levar recursos ao sertão e conhecer os projetos existentes da ONG Amigos do Bem clique aqui.

A ConstruLiga abraça essa causa.